A forma de vida do celibato

Fonte:www.comunidadesnovas.com.br

O celibato é concedido pelo o Espírito Santo a algumas pessoas, não é para quem quer, mas para aqueles que foi dado o dom.

O celibato é ofertar ao Senhor a sua própria vida.

Jesus assumiu o celibato, e assumindo o celibato Ele é coerente com a sua missão, que é fazer presente o Reino do Céu aqui na terra.

As vezes as pessoas entendem de forma errado o celibato. O celibatário não é uma pessoa que não tinha opção, mas é uma oblação, pois é a uma experiência tão profunda com o amor de Deus é tão potente que é impelido a ser só Deus.

Quando você abraça o celibato por vontade de Deus, você se rejubila no seu interior. Eu sou celibatário e não sou frustrado, como muitos me olham como coitadinho, não preciso da sua pena, porque sou feliz me doando.

Ser celibatário é responsabilidade interior. O celibato precisa ser profecia de eternidade.
Foto: Robson Siqueira

Anos atrás morei uma missão, onde tive a graça de captar o que é ser um celibato dentro de uma vida comunitária. Atrás da nossa casa, havia um lugar de trafego de drogas, procurei um policial pedindo para intervir, quatro dias depois ele me chamou, olha se eu pegar os traficantes não haverá ninguém para denuncia-lo, pois é colocar a vida em risco, e ele falou precisamos de você, porque você não da conta da sua vida. Nesta frase compreendi o que é o celibato. O celibatarios é aquele que se entrega, e não dá conta da sua vida.

O celibato não é optar por Jesus, mas optar em Jesus. Para ser celibatário é preciso entregar a vida, e não se possuir.

As pessoas deve anunciar através do celibato que Jesus é o Senhor. A sua consagração está fazendo com que as pessoas tirem do coração delas o melhor? É preciso fazer com os que estão a nossa volta.

O celibato vive um amor indiviso com Deus, mas não individualista por que o celibato nasceu para outro.

A teologia nos diz que o celibato profetiza, antecipa o que viveremos no céu. Nem a morte separa a opção que um celibatário fez. Por isso um celibatário, seja ele padre, ou religioso é para se alegrar.

O celibatário sabe em quem colocou a confiança, ele não é enganado, ele sabe que existe a cruz.

Não pense que para você ser celibato não vai sentir nada. Você ira se assumir com tudo que você é. Um celibato vai se sentir os desejos, ele não está petrificado, mas se ele é resolvido, saberá trabalhar.

Ser celibatário é responsabilidade interior. O celibato precisa ser profecia de eternidade.

Fernando Rodrigues - Comunidade Nova Aliança